Mulher é encontrada morta com cadeado preso na boca

A Polícia Civil do município de Anapu tenta esclarecer a motivação e autoria de um assassinato com requinte de crueldade que vitimou a mulher Monick Monteiro de Sousa, de 32 anos de idade. O corpo dela foi encontrado por volta das 11h de terça-feira (2) no interior de uma quitinete. A vítima morava sozinha e teve a boca trancada com um cadeado.

Além de ferimentos provocados por arma branca (faca) na região torácica, Monick teve os lábios presos por um cadeado. Suspeita-se que a mulher teve o objeto de segurança enfiado enquanto sofria tortura dos algozes, que a esfaquearam. De acordo com a Polícia Militar de Anapu, o caso chegou ao conhecimento da corporação por meio de populares. Ao chegar ao local, os militares encontraram o cadáver em cima da cama.



Logo após a notícia sobre a morte ganhar as redes sociais, populares a identificaram como participante de um furto a uma barbearia da cidade de Uruará no dia 29 de junho. Na ocasião, ela agiu com um comparsa. Os dois entraram no estabelecimento e furtaram cerca de R$ 10 mil em equipamentos e objetos de uso profissional.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel