Vítima de médico preso no Rio desabafa: “Sinto vergonha e muita dor”

A prisão do médico Bolívar Guerrero, na última segunda (18/7), em Duque de Caxias, Baixada Fluminense do Rio, fez com que outras vítimas fossem até a delegacia prestar queixa sobre os problemas causados pelo cirurgião. Em entrevista exclusiva ao Metrópoles, a aposentada Claudia Amorim, de 54 anos, contou que chegou a gastar cerca de R$30 mil em procedimentos.



“Tenho vergonha, sinto muita dor. Está sendo muito difícil, isso mexe com a minha autoestima e gerou complicações”, disse Claudia à reportagem.

Em 2020, a paciente iniciou os procedimentos com o médico. Ela fez abdominoplastia, lipoaspiração e redução da mama. Claudia diz que Bolívar a deixou com mais uma cicatriz além da cesariana. Assim que viu o problema, ela solicitou a reparação.



Em agosto de 2021, ela voltou à mesa de cirurgia. Quando retirou os pontos, Claudia percebeu que o umbigo estava estranho. No hospital, ouviu que aquilo era normal, mas desde então a paciente sofre com inchaço na região.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel