Mulher de 23 anos denuncia ter sido estuprada por um policial militar dentro de casa no Recife

Uma dona de casa de 23 anos denuncia ter sido estuprada por um policial militar de 37 anos. Segundo ela, o crime teria ocorrido no último dia 5 de junho na casa dela, na Zona Norte do Recife.

A vítima estava com o filho de um ano e o marido em uma festa, quando aceitou uma carona de moto oferecida pelo policial para voltar para casa.

Quando chegou no imóvel, ela se dirigiu ao quarto para colocar o filho no berço. Nesse momento ela conta que o suspeito invadiu a residência.

"Ele entrou, ficou me abraçando por trás e ficou dizendo 'vai eu sei que tu quer, eu sei que tu gosta'. Eu disse que não e pedi para ele sair. Aí ele puxou a arma e apontou para mim, tirou minha roupa e ficou puxando", relatou a mulher que também falou que em todo momento temia que o homem fizesse algo contra o filho dela.

A vítima revelou que as agressões duraram 20 minutos. Após o estupro, o policial voltou para festa como se nada tivesse acontecido e deu carona para o marido dela.

AGRESSÃO


A dona de casa contou ainda que pouco tempo após sofrer a violência, a ex-mulher do agente, que estava na casa dele, que fica no primeiro andar do imóvel, entrou na residência dela e passou a agredi-la.

"Me acusou dizendo que eu queria, que eu estava traindo ela, que eu traio meu marido. Eu disse que não queria, que não foi culpa minha".

A vítima relatou que após a agressão verbal, a mulher a agrediu fisicamente. "Ela me empurrou e meu filho caiu no chão e se machucou", disse.

BOLETIM DE OCORRÊNCIA


No mesmo dia do crime, a vítima registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da mulher. Dois dias depois procurou a Corregedoria da Secretaria de Defesa Social para denunciar a violência sofrida.

"Eu espero justiça. Que a justiça seja feita e ele pague pelo crime que ele cometeu, mesmo ele dizendo que não fez, mas tem as provas de que ele fez", disse.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel