Imagens mostram trocas de tiros entre Policial Penal Federal e Guarda Municipal em festa militante petista

Imagens fortes do circuito interno da sede da Associação Esportiva Saúde Física Itaipu (Aresfi), em Foz do Iguaçu (PR), mostra uma troca de tiros entre o guarda municipal e militante do Partido dos Tralhadores (PT) Marcelo Arruda e o agente penitenciário federal Jorge José da Rocha Guaranho, na noite de sábado (9).

Até a última atualização desta matéria, havia confirmação de que o suspeito também havia morrido. Na tarde de domingo (10), a delegada de polícia civil, Iane Cardoso, afirmou que Jorge José Guaranho não morreu e está em estado estável.

No vídeo, é possível ver Marcelo caído no chão, próximo a mesas, aparentemente já ferido, quando Jorge dispara contra ele. O guarda, então, revida com vários tiros. Ferido, o agente penitenciário cai próximo a uma porta. Na sequência, um homem chega e desfere chutes contra sua cabeça. Jorge fica imóvel no chão, enquanto Marcelo se contorce e é atendido por pessoas. Posteriormente, um trio de homens começa a chutar o agente penitenciário, ainda caído no chão e deixando uma poça de sangue.

A tragédia ocorreu na festa de 50 anos de Marcelo. A celebração tinha como tema o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo testemunhas, o homem festejava com amigos e familiares na sede da Aresfi, quando Jorge invadiu o local de carro gritando “Bolsonaro” e “mito”.

O homem, que estava armado, também teria ameaçado os convidados. A festa foi interrompida e os dois discutiram. O suposto apoiador de Bolsonaro chegou a deixar o local, mas ameaçou voltar e atirar.

Foi então que o petista buscou a arma funcional no carro e foi atingido por pelo menos dois tiros, no estacionamento. Depois de baleado, Marcelo chegou a ser levado a um hospital próximo, mas não resistiu aos ferimentos.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel