Em primeira noite na cadeia, Giovanni Quintella é hostilizado por detentos; veja o que aconteceu

O médico anestesista acusado de estupro, Giovanni Quintella Bezerra, foi recepcionado de modo hostil pelos detentos da Bangu 8, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na noite da última terça-feira (12).

Giovanni foi transferido para o local após audiência de custódia, que ocorreu também na terça-feira. O médico anestesista passou a primeira noite isolado em Bangu 8, presídio destinado a criminosos com nível superior.

MÉDICO ANESTESISTA; CASO GIOVANNI ANESTESISTA


De acordo com informações do G1, o médico anestesista chegou à unidade prisional Pedrolino Werling de Oliveira sendo hostilizado pelos detentos.

Os presos teriam sacudido as grades, xingado e vaiado Giovanni, como maneira de protestar contra o crime do médico.

Apesar de ter sido enviado para uma cadeia que abriga presos de nível superior, o médico anestesista ficará em uma cela sozinho.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel