De família rica, médico que estuprou paciente chegou a se casar em castelo, na França

O médico anestesista Giovanni Quintela Bizerra, de 31 anos, preso em flagrante após estuprar uma paciente desacordada durante o trabalho de parto no Hospital da Mulher, em São João de Meriti, chegou a se casar em 2018, em um castelo na França.

Apesar do sim, o casamento chegou ao fim, e ele passou a namorar ginecologista obstetra do mesmo hospital onde foi preso. Após saber do caso, a profissional da saúde deletou seu perfil em uma rede social, assim como o de Giovanni também foi deletado.

O anestesista tem uma empresa de ginecologista junto com o pai, ele consta como sócio do pai há pelo menos quatro anos e meio, o consultório fica localizado em um prédio na Vila Isabel, bairro de classe média e classe média alta, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Antes de ser preso, Giovanni morava na Barra da Tijuca, bairro de classe média alta, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, mas agora mora em uma cela, até o momento solitário, em Bangu 8, onde poderá ficar preso de 8 a 15 anos se for condenado.

Ali também moram seus pais, que, segundo o jornal O Globo, têm ido diariamente ao imóvel para desocupá-lo a pedido do proprietário que teria ficado chocado com o crime.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel