Cárcere privado: duas adolescentes são resgatadas no bairro Bonsucesso, em Fortaleza

Duas adolescentes mantidas em cárcere privado foram resgatadas pela Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), no bairro Bonsucesso, na noite do último domingo (17). As garotas afirmaram que conheceram os suspeitos na Praia de Iracema e que aceitaram uma carona de volta para casa, no bairro José Walter. No meio do caminho, a rota foi desviada e elas foram conduzidas à força até a residência.

A equipe realizava patrulhamento em viatura na área, quando observou uma motocicleta com identificação corrompida. Ao seguir o veículo e tentar consultar seu status via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), os guardas municipais ouviram gritos em uma residência da Rua Emanuel Antônio Leite e foram até o imóvel para averiguação.

Nesse momento, um homem não identificado usou uma arma de fogo contra a equipe, que revidou os disparos. Após o tiroteio, o suspeito desapareceu dentro da casa e, em seguida, uma adolescente saiu da residência chorando.

Resgate do cárcere privado


Os guardas municipais entraram no imóvel, onde localizaram uma segunda adolescente em estado de choque. Ambas as jovens, de 16 e 17 anos, informaram à equipe que estavam sendo mantidas em cárcere e que os homens que as detiveram ali haviam fugido pulando os muros para as casas vizinhas.

Na residência onde as jovens haviam sido encarceradas, foram encontrados 58 cartões de crédito, quatro maquinetas, um celular, um relógio e um caderno com dados bancários, possivelmente, frutos de roubo, além da identificação de um dos suspeitos.

“Eu me sinto completamente recompensado e com o sentimento de dever cumprido. Nada paga a satisfação de libertar essas adolescentes e devolvê-las em segurança às suas famílias”, afirmou o guarda municipal G. Araujo, que esteve na ocorrência de resgate das jovens.

Participaram da ocorrência os agentes da Coordenadoria de Proteção Comunitária do bairro Bonsucesso, com reforço dos guardas do Pan Americano, Supervisão e Grupo Tático Motorizado (GTAM). Foram realizados procedimentos na Delegacia da Mulher e no 30º Distrito Policial.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel