Três PMs são presos por suspeita de matar jovem em vingança por assassinato de sargento

Três policiais militares foram presos durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizada nesta sexta-feira (13), na Grande Vitória.
De acordo com fontes ligadas à Segurança Pública, os policiais teriam se unido e planejado uma vingança contra os suspeitos de matar o sargento Romania em fevereiro deste ano, no bairro Joana D'arc, em Vitória.

Ainda segundo as fontes, o trio tinha contato com outras duas pessoas que também foram presas na operação desta sexta-feira. Juntos, eles teriam conseguido identificar um dos envolvidos na morte do sargento. O jovem teria sido morto no bairro Itararé, em Vitória, como vingança.

Veja também: Covardia: Grávida é agredida e leva tapa cara de homem

Abuso sexual de professora foi descoberto quando criança chupou o dedo da mãe ENTENDA O CASO

Homem acha celular, tenta devolver e é agredido e morto no interior de SP

Os três policiais e as outras duas pessoas foram presas. Um dos presos foi detido em casa, no bairro Vila Batista, em Vila Velha. Ele tem 26 anos, é universitário e trabalha em uma farmácia. O advogado dele não revelou muitos detalhes, exceto que ele está sendo investigado por envolvimento em um homicídio.

Já o outro rapaz, de 38 anos, também foi preso em casa, no bairro Pedra dos Búzios, também em Vila Velha. Com ele, havia uma série de materiais como arma, munição, faca, algemas, carregador e até uma peruca.

De acordo com fontes ligadas à Segurança Pública, os dois presos estavam com mandado de prisão temporária em aberto por serem investigados por uma vingança ligada à morte do sargento.

As duas pessoas foram encaminhadas ao DPJ de Vila Velha. Já os três policiais militares detidos foram levados ao quartel da Polícia Militar, em Maruípe.

Cerca de um mês após a morte do sargento, a polícia conseguiu prender cinco envolvidos na morte do sargento.

A Polícia Militar informou que a operação é fruto da investigação conduzida pela 14ª Promotoria de Justiça Criminal de Vitória com apoio do Gaeco-MPES e, em conjunto com a PM, no cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. A PM destacou que outras informações não podem ser fornecidas em razão de sigilo judicial.

Já a Polícia Civil disse que as duas pessoas com mandado de prisão em aberto foram conduzidas à Delegacia Regional de Vila Velha e o procedimento se encontra em andamento. As investigações são conduzidas pelo Ministério Público do Espírito Santo.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Finanças