Homem casado com mulher trans é atacado por colegas de trabalho

Colegas de trabalho enviaram vídeo em que mostram vibrador e dizem que homem "esqueceu o brinquedinho"

O auxiliar de mecânico Klebson Gouveia Silva, de 28 anos, casado com uma mulher trans, registrou queixa após ser vítima de ataques de colegas de trabalho em Igarassu (PE), na última semana.

Klebson recebeu um vídeo durante suas férias em que colegas de trabalho mostram um vibrador e dizem que ele esqueceu “o brinquedinho” na empresa.

VEJA TAMBÉM: Vídeo: agressores de mulher grávida são punidos por ‘tribunal do crime’, VEJA

Covardia: Grávida é agredida e leva tapa cara de homem

Após receber a mensagem, o mecânico registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Paulista, na Grande Recife.

O caso foi encaminhado para a delegacia em que fica a Viacon, empresa onde Klebson trabalha e que presta serviço para a Prefeitura de Igarassu.

Ao G1, a Polícia Civil informou que está investigando “um caso de homofobia” e que foi instaurado inquérito.

Klebson e a esposa, Danielly Manuele, de 29 anos, afirmam terem sido vítimas de homofobia e transfobia.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Finanças