Estas 6 doenças garantem aposentadoria do INSS, mas nem todo mundo sabe

Confira uma lista de doenças graves que garantem a aposentadoria do INSS. Algumas delas, inclusive, não exigem tempo mínimo de carência.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ampara os trabalhadores segurados que são acometidos por algumas doenças. A eles é concedida a chamada aposentadoria por incapacidade permanente, conhecida anteriormente por aposentadoria por invalidez.

Em caso de doença grave, os cidadãos segurados pela Previdência Social não precisam cumprir tempo de carência, medida adotada no recebimento de outros benefícios do INSS.

Para receber a aposentadoria por incapacidade permanente mensalmente, é necessário que o solicitante apresente laudos e exames médicos que comprovem a situação de saúde, além de ele estar devidamente registrado no INSS, ou seja, na qualidade de segurado e com as contribuições em dia.

Lista de 6 doenças que garantem a aposentadoria, mas que nem todo mundo sabe


Confira abaixo uma lista de enfermidades consideradas graves e que dão direito ao benefício do INSS:

1. Contaminação por radiação


Aqueles que se expõem à radiação podem acabar se contaminando e, portanto, existe o risco do aparecimento de complicações de saúde graves, que afetam os órgãos e debilitam a pessoa ao trabalho.

2. Doenças no fígado


O termo usado é hepatopatia grave, que também entra no grupo de doenças que dão direito à aposentadoria do INSS. Elas são conhecidas por atingir o órgão, provocando uma deficiência intensa e que só vai piorando.

3. Doença de Paget


Trata-se de uma condição que afeta os ossos. Ela é mais comum no crânio, na pélvis, coluna e pernas. Com o passar do tempo, o corpo fica mais frágil e suscetível à fraturas e deformações.

4. AIDS


A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida também é considerada grave, pois ataca o sistema imunológico da pessoa e dá margem ao surgimento de outras doenças. Por ainda não existir uma cura, sendo uma condição definitiva, o INSS assegura o pagamento de benefícios a quem for acometido por ela.

5. Cardiopatia grave


O termo se refere às doenças cardíacas graves, aquelas que afetam o funcionamento do coração. Insuficiência cardíaca, arritmias e hipertensão arterial são alguns dos sintomas que pessoas com cardiopatias costumam apresentar.

6. Espondiloartrose anquilosante


Trata-se de uma doença inflamatória crônica, que ataca as articulações do corpo. Ela geralmente afeta as articulações dos joelhos, quadris e tórax, além de provocar lesões nos olhos, coração e pulmões. Em alguns casos, ela atinge ainda a coluna, causando dor e dificuldade de movimentação.
PostarEscrevaum Comentário
Cancel