Menor filmada em vídeo íntimo com Gabriel Monteiro disse que não conseguia terminar a relação

Em depoimento à Polícia Civil, a menor de idade que aparece em vídeo íntimo com o vereador Gabriel Monteiro (PL-RJ) afirmou que ele sempre “a respeitou” e “tratou com carinho”. Além disso, a jovem contou que os dois se conheceram na academia e que passou a visitar o parlamentar todos os dias.

O que contradiz essa informação é o depoimento do irmão. De acordo com ele, a irmã o procurou pois queria terminar o relacionamento porque estava fazendo mal a ela, mas não conseguia. O familiar chegou a entrar em contato com o vereador pedindo que ele se afastasse, mas os dois reataram a relação pouco tempo depois.

Um dos argumentos de Gabriel Monteiro é que ele não sabia que a menina era menor de idade. Contudo, segundo testemunhas, a jovem do vídeo ia para a casa dele de uniforme e o investigado gostava de dizer a todos que ela tinha 15 anos. Outras pessoas afirmaram que ele promovia orgias com menores de idade e exibia vídeos de relações sexuais com pessoas com mais e menos de 18 anos.

Sobre a divulgação do vídeo, o vereador alegou inocência. Em depoimento que ocorreu nesta quinta-feira (07), ele manteve a versão de que foi uma relação consensual e que ex-assessores são responsáveis pelo vazamento. Também na quinta-feira, Gabriel Monteiro foi alvo de operação de busca e apreensão.

O vereador pode responder por distribuição de material pornográfico envolvendo menores, o que é condenado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. A pena prevista pode chegar a 16 anos. A delegada responsável pelo caso salienta que consentimento não é suficiente para afastar a incidência crime.

Com informações do Extra e G1.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Finanças