Câmeras registram briga que terminou com a morte de homem em bar

Divulgadas as imagens de câmeras de segurança de um bar no Bairro Santa Inês, na Região Leste de Belo Horizonte, que registraram uma briga por causa da diferença de cerca de R$ 50 em uma conta do estabelecimento que terminou com a morte de Everton de Farias Santos, de 39 anos, na última quinta-feira (21/04).
A vítima estava envolvida na confusão e recebeu uma facada na região do abdômen. O homem foi levado ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII pela viatura policial, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo os médicos informaram aos militares, a facada teria atingido a região entre o abdômen e o fígado de Everton causando a morte.

As imagens das câmeras do estabelecimento não registraram o momento da facada. Nenhuma das testemunhas disse ter visto o momento em que Everton foi golpeado. Todos foram levados à delegacia para que fossem ouvidos pelo delegado. Ao todo, foram ouvidas sete pessoas conduzidas e autuado em flagrante o dono do bar, de 52 anos, por homicídio. Ele foi encaminhado ao sistema prisional.

Nas imagens, é possível visualizar dois indivíduos trocando socos e, logo em seguida, a situação ficou sem controle. Cadeiras foram usadas nas agressões. A briga no bar continuou na rua. Momentos depois, Everton reaparece no bar já ferido na região do abdômen.

Segundo informações do boletim de ocorrência, os clientes envolvidos na briga chegaram ao local por volta das 20h30. Às 23h30 eles pediram a conta. Na hora de realizar o pagamento, eles discordaram do valor e pediram para que a conta fosse refeita. Segundo a versão dada aos policiais pelos funcionários, a briga começou quando uma das mulheres pediu ao garçom que refizesse o cálculo dos valores pela quarta vez.

Aos policiais, uma das mulheres disse que um garçom teria perdido a paciência com o grupo e desistido de fazer o atendimento. Ao ouvir as reclamações, as duas mulheres foram tirar satisfação com o funcionário. A briga foi até dentro do bar. O dono do estabelecimento empurrou uma das mulheres até o lado de fora, quando a discussão aumentou. A versão foi confirmada por um dos homens envolvidos e reforçou o tratamento grosseiro do garçom.

A Polícia Civil encerrou a ocorrência na Central Estadual do Plantão Digital e a investigação prossegue para completa elucidação dos fatos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Finanças