Vazamento de entrevista 'picante' de morador de rua faz Band abrir investigação

A Band informou, nesta sexta-feira (25), a abertura de uma investigação interna para descobrir quem foi o funcionário que vazou de seu sistema uma entrevista inédita, bruta e não finalizada com Givaldo Alves de Souza, o morador de rua espancado por um personal trainer após ser flagrado transando com sua mulher.

O material não havia passado por nenhuma edição e seria exibido em um dos telejornais da emissora, mas acabou publicado sem cortes nas redes sociais e viralizou.

“Diante da repercussão do vídeo que circula na internet de uma entrevista do morador de rua que foi espancado por um personal trainer que o acusa de ter abusado sexualmente de sua esposa, a Band esclarece que essa entrevista não foi ao ar. Trata-se de um trecho de uma gravação que vazou do sistema interno da emissora de maneira ilegal e mal-intencionada. Foi aberto um processo de investigação a fim de descobrir o responsável, que será devidamente punido”, informou a Band em comunicado.

No material, Givaldo aparece usando termos chulos para se referir à mulher com quem praticou sexo, de maneira consensual. Deu detalhes das posições em que transaram e a quantidade de vezes que atingiram o orgasmo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Finanças