Veja o que pode e o que não pode na votação deste domingo - Timbaúba 24 Horas

Mobile Menu

Top Ads

More News

logoblog

Veja o que pode e o que não pode na votação deste domingo

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

O primeiro turno das eleições municipais irá ocorrer neste domingo (15), e, faltando menos de 48 horas para a votação, o Portal 27 organizou uma relação do que é permitido e do que é proibido pelo Tribunal Superior Eleitoral para que o eleitor escolha seus candidatos com segurança.

As eleições irão ocorrer no horário de 7 até às 17 horas, com as 3 primeiras horas sendo preferenciais para as pessoas que estão acima dos 60 anos. Para votar, é necessário que o eleitor leve seu título, podendo ser o físico ou digital, um documento com foto, a utilização da máscara e é recomendado que leve a própria caneta para assinar o nome na lista (neste ano, devido à pandemia, a biometria não será utilizada).

É expressamente proibida a prática de boca de urna, que é quando alguém tenta convencer a mudar o voto, a execução de carreatas, comícios ou shows no dia da votação, o porte de armas dentro das seções eleitorais, ir votar trajando roupas de banho (bermuda e chinelos são permitidos, porém é necessário que o eleitor esteja de camisa).

A lista das proibições também abrange o porte de aparelhos de comunicação ou fotográficos dentro da cabina de votação, pois podem comprometer o sigilo do voto, e a distribuição de materiais de campanha, como santinhos, adesivos, bonés, entre outros (porém nada impede que o eleitor utilize eles, desde que tenha adquirido antes do dia da votação).

Neste ano, o efetivo policial contará com 5 mil homens que irão garantir a segurança e o respeito pelas regras do TSE, alguns dos crimes mais comuns são: boca de urna, tentativa de violar a urna eletrônica, transportar eleitores até as zonas eleitorais e o uso de alto falantes ou amplificadores de som.

É permitida a manifestação silenciosa e individual, com o eleitor podendo utilizar adesivos nos pertences, sendo roupas, carros e bonés. Também é viabilizado o uso de santinhos para anotar o voto.

Algumas das instruções gerais para votar são:
• O eleitor precisa entrar sozinho na cabina de votação (os que têm deficiências ou mobilidade reduzida podem contar com auxílio)

• Uso de máscaras

• Apresentação do título e de um documento oficial de identificação com foto, como identidade

• O primeiro voto é para vereador, com cinco dígitos, caso só digite os dois primeiros o voto vai para o partido

• O segundo voto é para prefeito

• Só serão contabilizados os votos válidos, ou seja, nulos e brancos não entrarão na contagem, e servem apenas para o eleitor demonstrar sua insatisfação com o pleito

• Quem não estiver na cidade poderá justificar a ausência pelo aplicativo do e-Título
Após a eleição
Após a eleição ficam vedadas:

• Aglomerações de pessoas com vestuário padronizado, bandeiras, broches, adesivos e camisetas

• Manifestações coletivas e ruidosa

• Abordagens, aliciamentos, métodos de persuasão ou convencimento

• Distribuição de camisetas

O segundo turno só irá ocorrer em cidades que tenham mais de 200 mil pessoas aptas a votar, sendo realizado no dia 29 de novembro. Teste aqui como será realizada a votação através do simulador da urna eletrônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário