Advertisement

 

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) investiga a veracidade de um vídeo onde R. H. de J., de 33 anos, preso por suspeita de estuprar e engravidar a própria sobrinha, uma menina de apenas 10 anos, teria acusado o avô e um outro tio da criança pelo mesmo crime de estupro de vulnerável.

“Uma coisa eu peço: da mesma forma que vão fazer um exame meu, quero que façam o exame do avô dela e do filho do avô dela que moravam na casa”, diz ele no suposto vídeo.

Nas imagens, o suspeito afirma que estava em Betim (MG) e que entrou em contato com a polícia para ser capturado e levado a uma unidade prisional. “Para apurar os fatos do abuso que estão me acusando”.

Os investigadores da Polícia Civil não confirmam a autoria do vídeo, mas garantiram, nesta terça-feira (18/8), que vão analisar as imagens. No entanto, a partir desse material, a polícia avalia que R. H. de J. estava com medo de morrer e por isso teria se entregado. A gravação teria sido feita em Betim, onde ele foi preso nesta madrugada.

“Tem até uns vídeos circulando, a princípio atribuídos a ele, mas nós vamos verificar essa situação também, mas demonstra claramente o medo que ele tinha em relação a sua integridade física”, disse o superintendente da Polícia Civil Ícaro Ruginsk.

“Informalmente, aos policiais, ele afirmou que realmente possuía alguma intimidade com essa menina e fez abusos contra ela. contudo, a equipe da delegacia vai explorar todas as hipóteses que foram apresentadas”, disse um delegado.

“Acreditamos que ele tenha sido o único autor desses abusos. Ele alega que foi consentido, mas não existe consentimento de criança até os 14 anos”, prosseguiu o delegado, ao garantir que as investigações seguem, apesar da prisão.

Metrópoles 

Post a Comment