"FALTA DE APOIO". Alega prefeito de Timbaúba.


O prefeito Ulisses Felinto convocou hoje por volta das 5 horas da tarde a população de Timbaúba para falar sobre o que os vereadores Josinaldo Barbosa, Fellipe Vasconcelos, Paulinho de Genésio, Balazinha, Zeca do Bode e Nina estão fazendo para prejudicar Timbaúba.

O prefeito alega diante da população que já enviou diversos pedidos de remanejamento para Câmara de Vereadores para setores como saúde, assistência social, obras e educação e eles sempre votaram para que fosse travado ou aprovavam com o recurso bastante reduzido em relação ao que foi solicitado. A atitude desses parlamentares poderá atrapalhar os pagamentos dos salários dos servidores municipais, paralisar serviços essenciais, futuras obras como o calçamento de Nova Queimadas, a compra de uma nova usina de asfalto e causar centenas de demissões.

Disse também que com a ajuda da força do povo tentará mudar essa situação e fazer Timbaúba continuar no caminho do desenvolvimento. O mesmo aproveitou a oportunidade para pedir a presença da população timbaubense na próxima sessão da Câmara de Vereadores que será no dia 16 de outubro, e todos juntos de uma forma pacífica, cobrar e pressionar a aprovação do remanejamento que irá beneficiar os moradores de todas comunidades de Timbaúba.

Vale ressaltar que o prefeito Ulisses também, teve por mais de dois anos a maioria dos vereadores na câmara. Só não entendemos o por que que na época tambem não terem sido aprovados os recursos solicitado pelo prefeito. Essa quebra de braço entre situação e oposição tem levado a populaçao a não entender o que na verdade tenha acontecido, o mais importante de tudo isso é o prejuizo que tudo isso tras para o municipio. Se de um lado o prefeito tenta fazer o que ja poderia ter feito do outro lado a oposição procura atrapalhar.

O importante de tudo isso é situação e oposição se conscientizarem que o municipio não pode ser prejudicado por conta dessa briga politica.

Timbaúba 24 Horas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem